quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Lições de um inesquecivel principe

          “O Pequeno Príncipe”, obra mais conhecida do escritor francês Saint-Exupéry, é um livro de sempre, de todas as horas, de todos os momentos da vida. Em recente releitura, selecionei um pequeno fragmento dessa maravilhosa prosa poética para refletir o sentido da vida…

          “As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu porém, terás estrelas como ninguém… Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem sorrir! Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá). Terás vontade de rir comigo. E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto… e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!”

(Antoine de Saint-Exupéry)

2 comentários:

angela disse...

Já tenho tantos príncipes que habitam as estrelas que as vezes me doe o pescoço de tanto olhar para elas.
Escolheu um lindo trecho sem duvida.
beijos

Gaby Soncini disse...

Livro que me encanta, e trecho que diz muito.

Belo demais!

Grande beijo.