segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O amor em seus fragmentos de palavras

Não sou de viver muitos amores, por vezes nao tenho muito definifo em mim se amor é verbo que conjuga no plural ou no singular....

Ainda nao sei, mas sei que amor é algo que nao cabe em nossos corações e por isso tento o colocar em minhas palavras.

Palavras, busco por elas mas elas insistem em fugir. Hoje se recusam a disser exatamente aquilo que a todo instante gritam a meus ouvidos.

Deixo as palavras e recosto meu rosto em uma rosa que esses dias encontrei, nao se trata de uma simples rosa deixada no meio do caminho ou encontrada em um jardim. Na realidade é um pouquinho de cada coisa.

É sim uma rosa deixada, mas nao no meio do caminho mas sim no centro de meu coração. Foi sim encontrada em um jardim, mas não esses jardins floridos de rosas e ipes, mas sim um jardim formato em palavras que a cada dia brotam sementes de girassol.

Olho para a rosa e mais uma vez ela me remete ao silencio dos amantes. Aquele silencio que grita em nossa alma por um nome, uma pessoa, um sinal, um carinho....

Da rosa nao tenho o nome, do silencio nao tenho a companhia da pessoa, do sinal tenho apenas a solidao e do carinho..... bem do carinho apenas a ilusão....

O amor e seus fragmentos. Ele é assim, chega sem nada dizer e vai sem avisar. No meu caso ele nao foi, resolveu ficar. Mas como criança que espalha seus brinquedos pela casa toda, assim ele fez comigo. Espalhou em todo o meu ser fragmentos de sua essencia.

Não vou brigar com o amor e nem recolher seus fragmentos. Talvez eles servem para me lembrar que o amor esteve aqui, vestido em palavras e perfumado em pensamentos.

Sim ele esteve aqui. Esteve aqui e respondia por um nome simples, mas de pronfundo carinho.

Não sei se ele irá embora ou se ficara. Talvez ele consiga me explicar se ele é plural ou singular.

Não vou pensar nisso, apenas me reservo ao direito de saber que ele esteve aqui, entrou sem avisar e foi devorando tudo o que viu pela frente, quando me dei por mim ele já estava instalado.

Perguntei o seu nome, ele nao respondeu, apenas me disse que na doçura de uma flor poderei o encontrar, que na delicadeza de rosa poderei o saborear e no Cristal de Uma Mulher poderei o amar!

6 comentários:

Alice disse...

Amor é verbo que se conjuga tanto no singular quanto plural,embora, as vezes, só à dois ele seja completo.

Belas palavras!

Você em Pauta disse...

Ou seja minha cara edoce Alice....

Amor nao é verbo somente para se conjugar, mas é elementos que se conjuga somente somando!!

Amor é soma e nem sempre conjugação....

Obrigado amiga

Giovanna Bhering disse...

Olá!
Vim aqui primeiramene dizer que seus textos são incríveis! Nos últimos dias tenho me dedicado a ler esse blog e cada vez me surpreendo mais.
Estou aqui tbm para agradecer as visitas, os frequentes comentários e as ótimas respostas que você dá aos meus textos.
Adoro saber dos meus "leitores" já que não é todo mundo que tem calma para parar e desfrutar de pensamentos que colocamos em palavras dentro desse mundo corrido.
Obrigada, muito obrigada!
Ficarei atenta às atualizações desse espaço pois o que há aqui é de um bom gosto imenso.

cristal de uma mulher disse...

Lindooo,lindo e simplesmente lindo.
Este comentario se encontra dentro de meu blog,porque de tantos que tem me enviado este é de ouro.
Obrigada amigo ,eu sei que tudo que escreve tem classe e personalidade de vc tenho a perfeição de um lider de sucesso.Porque não tenho alguem como vc por perto em cane e osso? Vc é lindo e muito amado por mim !
Beijos de cristal e carinhos.

Você em Pauta disse...

Giovanna!

Primeiramente assumo aqui o que em seu comentario colocou entre aspas.... sou sim um leitor declarado e assumido de seu blog, tu nao sabe o quanto ele me faz bem....
Sobre meus textos, bem, para alguns eles sao um montoado de palavras, as vezes soltas, muitas outras vezes sem sentido e um batalhao de outras vezes com graves erros de portugues...
Para pessoas como voce, nas palavras soltas encontras o elo perdido, na falta de sentido encontrars a direção e nos erros de portugues encontra a possibilidade da correção....

Tu sempre seras bens vinda!

Você em Pauta disse...

Minha rosa hoje me visitou...
Deixou seu jardim florido e veio se aventurar em meio a meus espinhos....
Em sua visita me disse porque nao estou ao lado dela.
Olhou em seus olhos e vi sinceridade, sinceridade tal que acabou com toda pretensao de respostas e deixou apenas uma lagrima esquecida no canto de meu rosto.
Quis abraça-la, mas nao pude, pois ela já havia ido.
É sempre assim, ora a visito e deixou um pouco de mim nela, ora ela me visita e eleva embora aquilo que ainda de bom resta em mim.....

Se minha rosa me visitar novamente já sei oq ue farei. Não a deixarei abrir a boca para falar. Irei me antecipar a tudo e roubar as pilhas do relogio do senhor do tempo, logo depois olharei para ela e nada falarei.
Apenas a irei abraçar e nesse abraço confessar a ela o quanto é bom podermos nos sentir de verdade....
Minhas palavras, ah, minhas palavras serão substituidas por um beijo doce em seu rosto....
Dessa vez não será as palavras que nos tocaram, mas a suavidade de um leve e profundo beijo em seu rosto...

Tudo isso farei quanto minha rosa voltar, vestida em rosa e reluzente como um Cristal de Mulher!