quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ilumina-nos

Este texto foi escrito na gravação do CD Iluminar.


Iluminado

Há algumas semanas atrás o  Brasil viveu o fenômeno do apagão. Não sei se a nomenclatura política para a coisa é apagão ou racionamento. A única coisa que sei é que meu sorvete que estava na geladeira derreteu e ninguém me deu  outro.

Vivemos uma noites inteiras as escuras. Um amigo me disse exatamente isso, que havia passado a noite a escura, perguntei a ele se todas as noites não são escuras, ele não me respondeu. Eu também não consegui encontrar a resposta, a única resposta que achei foi que aquela noite para mm não havia sido escura, talvez um pouco sem sabor, pois estava sem meu sorvete.

Não sei se todas as noites são escuras ou se todos os sonhos são azuis como diz outro amigo, acho que tudo depende do sentido que damos para as coisas.

Na noite do apagão, de alguma forma as estrelas brilharam mais, esse é um sentido bonito para a escuridão. Pois ate mesmo a escuridão precisa da luz para ser escuridão. Não tem lógica isso não é? Mas é verdade, não estou falando aqui que a escuridão nasce da luz, mas sim da ausência da luz.

Ate para o meu sorvete derretido na geladeira tentarei encontrar um sentido.

Mas uma coisa é fato, em meio a toda aquela ausência de luz elétrica, fiquei pensando o tanto que falta luz na humanidade.

Nós, seres humanos também estamos vivendo esse apagão constante.

Seres humanos sem luz, sem sonhos, sem vida...... ausência de luz significa coração infértil, coração que não sabe mais sonhar, coração que se acostumou a viver na escuridão.

Viver na escuridão é uma experiência muito triste minha gente. Na escuridão não vemos nada, não sabemos se os nossos passos realmente estão no caminho certo. Viver na escuridão não nos permite nem ver a pessoa ao nosso lado.
Precisamos de luz, de corações sonhadores. Em meio a uma sociedade que acha normal uma criança matar a outra. Uma sociedade onde nossas crianças não podem mais ser crianças.

Olhemos os jornais, é impossível que essa sociedade esteja envolta em luz. Tanta dor, tanta morte!

Assim que a energia elétrica voltou, abri meu e-mail e encontrei uma foto de um amigo meu. Ele estava gravando seu novo álbum.

Enquanto todos estamos vivendo na escuridão, meu amigo resolveu colocar o nome de seu novo álbum de “Iluminar”.

Siga em frente meu amigo. Saiba que não esta sozinho nessa luta, precisamos iluminar e muito este país, este mundo!

Saiba que da luz, apenas somos a sombra! Ilumina-nos!

Um comentário:

Gaby Soncini disse...

Pode ser que sua jornada seja para iluminar o dia...

Sempre me lembro deste trecho.

Em tempos de escuridão precisamos fazer nossa parte para iluminar.

Lindo!